Rússia destinará mais de US$ 42 bilhões para defesa

Moscou, 7 mar (EFE).- O Governo da Rússia destinará este ano mais de US$ 42 bilhões para a defesa, anunciou hoje Liubov Kudelina, a subchefe do departamento financeiro do Ministério da Defesa russo.

EFE |

Kudelina disse à emissora de rádio "Eco de Moscou" que esse dinheiro será destinado fundamentalmente à compra de armamento, à construção de casas para os militares e a salários.

Antes da explosão da crise financeira, o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, anunciou um aumento de 27% da despesa destinada à segurança e à defesa em 2009.

O presidente russo, Dmitri Medvedev, revelou no final de 2008 os planos para modernizar o sistema de dissuasão nuclear para 2020, o que incluiria a criação de um novo programa de defesa espacial.

O novo programa de rearmamento russo inclui a implementação de mísseis balísticos intercontinentais, submarinos nucleares e aviões estratégicos - a "tríade nuclear" -, em uma tentativa de manter a paridade com os Estados Unidos.

No entanto, a Rússia realizou nos últimos meses vários lançamentos fracassados do míssil intercontinental Bulava de 8 mil quilômetros de alcance que deveria armar sua frota de submarinos atômicos de última geração.

Segundo analistas, embora as tropas russas não tenham precisado de mais do que algumas horas para repelir, em agosto do ano passado, a ofensiva georgiana sobre a região separatista da Ossétia do Sul, a maior parte do armamento russo é obsoleta. EFE io/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG