Rússia descarta presença de observadores na Ossétia e na Abkházia

O ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, disse na noite desta quinta-feira por telefone a sua colega americana, Condoleezza Rice, que a Rússia não permitirá a presença de observadores internacionais nos territórios separatistas georgianos da Abkházia e da Ossétia do Sul.

AFP |

"Os observadores só poderão ficar nas fronteiras" destas duas regiões, afirmou, destacando que a segurança destes observadores será garantida por forças militares russas.

Na quarta-feira, Lavrov descartou o envio de observadores da União Européia (UE) à Abkházia e à Ossétia do Sul, contradizendo o presidente francês, Nicolas Sarkozy, que afirmara segunda-feira, em Tbilisi, que os 200 observadores que a UE enviará à Geórgia antes do dia 1º de outubro poderiam entrar nas regiões separatistas.

O chanceler russo reafirmou a Rice nesta quinta-feira que Moscou seguirá "se esforçando para estabilizar a região", conforme o acordo sobre a retirada das tropas russas da Geórgia assinado segunda-feira em Moscou por Sarkozy, presidente em exercício da UE, e seu colega russo, Dmiri Medvedev.

bfi/yw/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG