Rússia considera pouco provável encontrar sobreviventes em central hidrelétrica

As possibilidades de encontrar com vida as 64 pessoas desaparecidas em um acidente na segunda-feira em uma das maiores centrais hidrelétricas da Rússia são escassas, informou o grupo Rushydro, que administra a central.

AFP |

"É pouco provável que sejam encontrados sobreviventes na zona da inundação", declarou Vasily Zubakin, porta-voz do Rushydro.

Ele afirmou ainda que até o momento 12 mortes foram confirmadas no acidente. O ministro russo das Situações de Emergência, Sergei Shoigu, informou mais cedo que 64 pessoas são consideradas desaparecidas.

A tragédia aconteceu na segunda-feira com um inesperado aumento da pressão da água, que rompeu alguns dutos da central de Sayano-Shushenskaya, na região siberiana de Jakasia, provocando a inundação de certas galerias da instalação.

sjw/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG