Londres, 17 ago (EFE).- A Rússia estuda atualmente a possibilidade de dotar de armas nucleares pela primeira vez desde a Guerra Fria a sua frota do Báltico, segundo uma alta fonte militar desse país citada hoje por The Sunday Times.

De acordo com esses supostos planos, seriam colocados armas nucleares nos submarinos, cruzeiros e nos caças da frota com base em Kaliningrado, enclave russo situado entre dois países da UE: Polônia e Lituânia.

Segundo a anônima fonte russa, desde a queda do comunismo, essa frota esteve um tanto quanto descuidada em relação a financiamento, mas "isso vai mudar agora".

"Em vista da determinação americana de montar um sistema antimísseis na Europa, os militares (russos) estão revisando todos seus planos para responder Washington adequadamente", acrescentou a fonte.

O embaixador americano na Otan, Kurt Volker, ao corrente dos supostos planos russos, criticou o fato de Moscou pretender reagir "colocando ogivas nucleares em vários lugares, se é que finalmente o faz, quando o resto do mundo não pensa em um conflito do tipo daqueles da Guerra Fria". EFE jr/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.