Rússia cobra da UE atenção a distúrbios na Moldávia

Moscou, 8 abr (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, disse esperar que a União Europeia (UE) preste atenção nos violentos eventos em curso na Moldávia desde as eleições parlamentares do último domingo.

EFE |

O chefe da diplomacia russa declarou hoje que "é muito importante não só condenar o ocorrido, mas tomar medidas para evitar qualquer tentativa de minar as bases do Estado e os processos democráticos na Moldávia".

"Todos vimos sob que palavras de ordem e com que bandeiras esses atos de vandalismo foram cometidos. Por isso, espero que conclusões pertinentes sejam tiradas, também na União Europeia", disse Lavrov, citado pela agência "Interfax" após uma entrevista coletiva.

A Chancelaria russa também emitiu uma declaração na qual expressa sua "extrema preocupação" com os eventos em Chisinau.

"A julgar pelas palavras de ordem nas praças, pela abundância de bandeiras romenas nas mãos dos organizadores dos distúrbios, o objetivo destes é enlamear as conquistas dos últimos anos para fortalecer a soberania da República" da Moldávia, destaca o texto.

EFE egw/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG