Rússia apresenta na ONU condenação contra bombardeio dos EUA no Afeganistão

Nações Unidas, 26 ago (EFE).- A Rússia apresentou hoje, no Conselho de Segurança (CS) da ONU, uma minuta de declaração na qual condena o recente bombardeio da aviação dos Estados Unidos contra um povoado do norte do Afeganistão, o qual, aparentemente, matou 90 civis.

EFE |

"A minuta foi colocada sobre a mesa, mas não houve nenhum acordo" sobre seu conteúdo, disse o presidente rotativo do CS, o embaixador belga Jan Grauls, na saída de uma reunião.

Grauls disse que, durante o encontro desta terça-feira, o secretário adjunto da ONU para Missões de Paz, Edmund Mulet, contou aos membros do CS o ocorrido em 22 de agosto em uma localidade do distrito de Shindand, na província afegã de Herat (oeste).

"Há uma investigação em andamento e é muito difícil para mim antecipar qual vai ser sua conclusão", disse o representante da Bélgica.

O texto apresentado pelo embaixador russo na ONU, Vitaly Churkin, foi interpretado como um novo sinal da deterioração das relações entre Moscou e Washington por conta do conflito sobre as regiões separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia.

As primeiras investigações da Missão de Assistência da ONU ao Afeganistão (Unama) encontraram "provas evidentes" de que 90 civis, entre eles 60 crianças, morreram em 22 de agosto em um ataque aéreo das forças americanas posicionadas no Afeganistão.

O enviado especial da ONU no país, Kai Eide, disse hoje, em Cabul, que, no últimos dias, uma equipe da missão investigou o bombardeio efetuado pela aviação americana. EFE jju/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG