Rússia aponta rebeldes e neonazistas como principais ameaças

Moscou, 11 mar (EFE).- O Comitê Antiterrorista Nacional (CAN) afirmou hoje que as atividades de jovens neonazistas, assim como os guerrilheiros que atuam na região do Cáucaso Norte, constituem a principal ameaça terrorista na Rússia.

EFE |

"As principais ameaças em território russo estão relacionadas, da mesma forma que antes, com as atividades de grupos e estruturas extremistas religiosas na região do Cáucaso Norte", assinala um relatório do CAO, citado pela agência de notícias "Interfax".

O texto cita também como ameaça terrorista "o aumento da atividade de grupos de jovens neonazistas, que utilizam a tática da violência extremista".

O comitê indicou que as forças de segurança realizaram em 2008 no sul do país 129 operações antiterroristas, nas quais morreram 243 guerrilheiros, entre eles 23 chefes.

Fora isso, no ano passado foram detidos 576 membros ativos desses grupos e descobertos 640 arsenais clandestinos e bases guerrilheiras.

"Em 2008 falharam em território russo 104 atentados terroristas, que os guerrilheiros tinham previsto perpetrar em locais com grande aglomeração de gente", diz o documento. EFE egw/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG