Rússia apoia sanções à Coreia do Norte, dizem EUA

MOSCOU - A Rússia renovou seu apoio a sanções da ONU contra o programa nuclear norte-coreano, disse nesta segunda-feira o diplomata dos EUA responsável pela implementação das sanções.

Reuters |

O embaixador Philip Goldberg falou à Reuters ao final do seu primeiro dia de conversas com funcionários da chancelaria russa em Moscou. A China já havia assumido um compromisso semelhante na quinta-feira passada na ONU.

Depois do segundo teste nuclear norte-coreano, em maio, o Conselho de Segurança da ONU aprovou uma resolução ampliando o atual embargo armamentista ao país e pedindo a todos os governos que rompessem qualquer ajuda financeira a Pyongyang que não diga respeito a programas de ajuda. A mesma resolução propõe que novas firmas e indivíduos entrem em uma lista negra da ONU por ajudarem a Coreia do Norte.

"Acho que há uma unidade de opinião entre todos os membros do comitê de sanções do Conselho de Segurança quanto à implementação e apoio à resolução", disse Goldberg.

"Não é uma questão de punir o povo norte-coreano, mas uma questão de voltarmos à meta principal que todos compartilhamos, que é a desnuclearização e a não-proliferação na península coreana."

Sobre a adesão russa às sanções, ele disse: "Acho que há um fortíssimo apoio entre todos do Conselho de Segurança para essa meta."

Moscou às vezes se posiciona contra Washington em questões internacionais, e relutou em apoiar novas medidas duras contra a Coreia do Norte, embora tenha condenado a contínua desobediência de Pyongyang a resoluções da ONU.

Goldberg disse que os EUA cogitam ampliar sua própria lista de sanções e em seguida poderia pedir apoio da ONU a essas medidas. Ele disse que "uma ou duas entidades" norte-coreanas já foram identificadas como candidatas a sanções.

Sobre o clima das discussões em meio aos esforços do governo Obama para "reiniciar" as relações com a Rússia, Goldberg sorriu e disse: "Tivemos um intercâmbio muito cordial e muito bom, e isso que é importante".


Leia mais sobre Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: arma nuclearcoréia do norterússiasanções

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG