Rússia apóia idéia de Sarkozy de realizar reunião extraordinária do G8

Moscou - Moscou respaldou nesta sexta-feira a proposta do presidente francês, Nicolas Sarkozy, de realizar uma reunião extraordinária do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais industrializados do mundo e a Rússia) para superar a crise financeira.

EFE |

"Apoiamos tal iniciativa. Quando recebermos o convite oficial o aceitaremos", informou uma fonte do Kremlin à agência "Interfax".

O Kremlin também respalda a possibilidade de a reunião do G8 contar com a participação de economias emergentes como Brasil, China, Índia, África do Sul e México.

O presidente russo, Dmitri Medvedev, criticou nas últimas semanas o G8 por ser incapaz de adotar medidas urgentes para abortar a crise em sua cúpula de julho passado no Japão, país que exerce a presidencial anual do grupo.

O primeiro-ministro japonês, Taro Aso, assegurou hoje que convocaria uma sessão urgente do G8 se os ministros de Finanças do G7, que não inclui a Rússia, não chegarem a alcançar hoje em Washington um acordo para enfrentar a crise.

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, assegurou ontem que, devido à crise financeira, a confiança tanto nos Estados Unidos como líder da economia de mercado como em Wall Street ficou "arruinada para sempre".

Já Medvedev propôs a criação de um novo sistema financeiro internacional no qual nem Estados Unidos nem o dólar exerçam a supremacia.

Mais notícias:

Para saber mais

Serviço 

Opinião

    Leia tudo sobre: rússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG