Rússia alcança leito de lago mais profundo do mundo

Uma expedição russa chegou nesta terça-feira ao leito do lago mais profundo do mundo, o lago Baikal, na Sibéria.

BBC Brasil |

De acordo com informações da agência oficial Itar-Tass, às 15h15 locais (3h15 em Brasília), o submarino Mir-2 tocou o ponto mais baixo do lago, a 1.680 metros de profundidade, além dos 1.637 metros que se estimava que tivesse.

Outro submarino, o Mir-1, desceu à mesma profundeza, afirmou a agência.


Submarino russo que chegou ao fundo do lago / Reuters

A finalidade da expedição é explorar o fundo do lago e colher amostras de solo para melhorar as pesquisas nos campos biológico e geológico.

O repórter da BBC James Rodgers, que acompanhou a missão, disse que a expedição procuraria também possíveis reservas de petróleo e gás - mas os cientistas russos adiantaram que não há planos de extrair combustível para preservar o ecossistema do lago.

O lago Baikal , na fronteira entre a Rússia, a Mongólia e a China, é o mais profundo e volumoso corpo de água doce do planeta.

Patrimônio mundial da Unesco, estima-se que contenha 20% da água doce não congelada da Terra, e mais de 1,7 mil espécies de plantas e animais.

James Rodgers disse que a equipe russa que mergulhou no fundo do Baikal, liderada por Artur Chilingarov, é a mesma que alcançou o fundo do Oceano Ártico em agosto do ano passado, e lá fincou uma bandeira russa.

O repórter acrescentou que, tendo em vista os sucessos recentes dos pesquisadores, "é difícil deixar escapar a conclusão de que existe um desejo de mostrar ao mundo o tipo de façanha do qual uma nova e confiante Rússia é capaz".

Leia mais sobre Rússia

    Leia tudo sobre: rússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG