Nações Unidas, 6 ago (EFE).- A Rússia assegurou hoje que ainda existe a possibilidade de continuar o diálogo com o Irã apesar do acordo anunciado pelos cinco membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas e a Alemanha de ampliar sanções contra o programa nuclear iraniano.

"Acreditamos que esse diálogo ainda pode acontecer", disse o embaixador da Rússia na ONU, Vitaly Churkin, pouco antes de uma reunião do Conselho de Segurança.

A Rússia já tinha defendido hoje que fossem mantidos abertos todos os canais de negociação com o Irã.

"Manteremos abertas todas as vias para a continuação dos contatos com o Irã para esclarecer sua postura", assinalou Andrei Nesterenko, porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores russo, citado pela agência oficial "Itar-Tass".

Churkin advertiu que seu Governo não considera as negociações com o Irã "um tema concluído que não pode ter êxito".

Segundo ele, não há um prazo definido para tomar ações e o programa nuclear iraniano será uma dos assuntos discutidos pelos chanceleres em setembro, em Nova York, para a abertura da nova sessão da Assembléia Geral.

As declarações de Churkin acontecem depois do anúncio do Governo dos Estados Unidos de que os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança (EUA, Rússia, França, Reino Unido e China) e Alemanha acordaram promover uma quarta rodada de sanções contra o Irã por sua rejeição a encerrar o programa nuclear. EFE jju/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.