Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Rússia acusa Ucrânia de ameaçar cortar gás da Europa

O gigante do gás russo Gazprom acusou nesta quarta-feira a Ucrânia de fazer uma chantagem ao ameaçar confiscar o gás russo que passa por seu território com destino à Europa, se a Rússia cortar seu fornecimento a Kiev.

AFP |

"Estamos em uma situação na qual os volumes de gás que vão para a Europa ocidental estão em perigo", declarou Alexandre Medvedev, número dois da Gazprom, em entrevista à imprensa.

"Esta posição só poder ser considerada uma chantagem", declarou.

O gigante russo do gás Gazprom avisou nesta quarta-feira que cortará o fornecimento de gás para a Ucrânia a partir das 07H00 GMT (05H00 de Brasília) do dia 1 de janeiro se um novo contrato não for assinado antes da meia-noite.

"Na ausência de um contrato, não podemos fornecer gás à Ucrânia, e não vamos fazê-lo", declarou Alexander Medvedev na entrevista.

O porta-voz da empresa, Serguei Kuprianov, destacou em seguida que o fornecimento de gás é feito entre as 10H00 da manhã em Moscou (07H00 GMT) e as 10H00 do dia seguinte, e que a partir deste momento o abastecimento à Ucrânia será suspenso em 1 de janeiro se um novo acordo não for encontrado.

A Gazprom quer que a Ucrânia pague mais de dois bilhões de dólares de dívidas antes de assinar um novo contrato com Kiev para 2009.

alf/yw/lm

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG