O governo russo acusou a Geórgia neste domingo de fazer aumentar as tensões deliberadamente ao mandar aviões espiões não tripulados à zona proibida da república separatista da Abkházia, cujo governo anunciou ter destruído duas dessas aeronaves.

"Recorrendo a ações irrefletidas com os aviões espiões e acelerando os preparativos militares em áreas de conflito, as autoridades de Tbilisi fazem aumentar deliberadamente as tensões na região", declarou o ministério russo das Relações exteriores em um comunicado.

A Geórgia "será a responsável pelas conseqüências dessa política", diz o texto.

O governo de Tbilisi desmentiu as afirmações da Abkházia, dizendo que nenhum de seus aviões sobrevoou a região.

neo/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.