Rússia acusa EUA e Reino Unido de obstaculizarem resolução da ONU

Moscou, 18 ago (EFE).- A Rússia acusou hoje os Estados Unidos e o Reino Unidos de obstaculizarem a aprovação no Conselho de Segurança da ONU de uma resolução que reflita o conteúdo do plano europeu sobre o conflito na Geórgia.

EFE |

"EUA e Reino Unido tentam veladamente tergiversar o conteúdo do acordo" lançado pela Presidência francesa da União Européia (UE), assinala o comunicado da chancelaria russa.

O Ministério de Assuntos Exteriores russo critica Washington e Londres por tentarem apresentar o plano europeu "de tal forma, como se as ações agressivas georgianas contra a Ossétia do Sul não afetassem, de nenhuma maneira, a situação na região".

Para Moscou, esses dois países não podem "ignorar a imperiosa necessidade de revisar o assunto do estatuto da Abkházia e da Ossétia do Sul".

A nota também afirma que o presidente russo, Dmitri Medvedev, não recebeu "confirmação" de que as tropas georgianas tenham retornado a seus postos originais.

"O ritmo de nossos passos futuros dependerá da boa vontade de Tbilisi em cumprir com o que é exigido", aponta.

Desde o princípio do conflito, a Rússia defendeu que se emita uma resolução condenatória da agressão do Exército georgiano contra a separatista Ossétia do Sul.

Por outro lado, os EUA negaram, justificando que as tropas russas tinham invadido o território de um país soberano, ou seja, a Geórgia, ao introduzir suas tropas na Ossétia do Sul. EFE io/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG