Seul, 12 mar (EFE).- O vice-ministro de Exteriores e principal negociador nuclear russo, Alexei Borodavkin, disse hoje em Seul que é cedo demais para falar de sanções à Coreia do Norte, informou a agência sul-coreana Yonhap.

O político russo respondeu assim ao anúncio de que a Coreia do Norte transmitiu hoje aos organismos internacionais de aviação civil e marítima seu plano para lançar um satélite de comunicações "com fins pacíficos".

"Deixem-nos decidir quando as coisas realmente ocorrerem e então tiraremos conclusões e avaliações", disse Borodavkin, após se reunir com o ministro de Exteriores da Coreia do Sul, Yu Myung-hwan, e com o negociador nuclear sul-coreano, Wi Sung-lac.

Borodavkin disse que, "por enquanto", só há especulações sobre certos planos de Pyongyang para o lançamento de um satélite.

O Ministério de Terra, Transporte e Assuntos Marítimos da Coreia do Sul afirmou hoje, segundo a "Yonhap", que a Coreia do Norte notificou que o lançamento do satélite norte-coreano acontecerá entre 4 e 8 de abril.

A Rússia participa junto com as duas Coreias, Japão, China e Estados Unidos nas negociações multilaterais para a desnuclearização do regime de Pyongyang, processo que foi interrompido no final do ano passado.

O representante especial dos EUA para a Coreia do Norte, Stephen Bosworth, também visitou há poucos dias Seul, após passar por China e Japão e avaliar com os respectivos negociadores o estado das negociações, que ainda não têm data de retomada. EFE ce-clb/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.