Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Russa que criticou Kremlin recebe asilo na Grã-Bretanha

Yelena Tregubova, jornalista russa que escreveu um livro crítico ao Kremlin e depois escapou de um atentado, disse hoje que a Grã-Bretanha lhe concedeu asilo. Ela afirma que sua vida corria risco na Rússia.

Agência Estado |

"Eu não tenho a menor dúvida que voltar para casa significaria colocar minha vida em risco", disse Tregubova, por telefone, de Londres. A jornalista disse não estar autorizada a divulgar quem a ameaçava. Seu livro de 2003, "The Tales of a Kremlin Digger", sem tradução para o português, acusava o presidente russo, Vladimir Putin, de cercear a liberdade de imprensa e transformar a mídia russa em uma máquina de propaganda do Kremlin.

Tregubova também sugere no livro que Putin tentou seduzi-la quando chefiava a principal agência de segurança do país. Poucos meses após a publicação da obra, uma pequena bomba explodiu na parte de fora de seu apartamento, em Moscou. Ela não foi ferida. O órgão britânico encarregado de temas de imigração não quis comentar o caso.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG