Ruralistas e governistas preparam manifestações em Buenos Aires

Por Helen Popper BUENOS AIRES (Reuters) - O governo e os líderes ruralistas da Argentina pretendem levar milhares de manifestantes às ruas de Buenos Aires nesta terça-feira, em protestos diferentes a serem realizados antes de o Senado do país votar o aumento de impostos de exportação responsável por provocar uma profunda crise política.

Reuters |

O setor agropecuário espera que seu ato convença os senadores das Províncias ruralistas a rejeitarem a proposta da nova alíquota dos impostos, a qual, segundo garantem, tirará os produtores de pequeno porte do mercado.

O Senado, controlado pelo partido governista, começa a votar a medida na quarta-feira.

'Trata-se, neste caso, de mostrar a vontade do povo a fim de que os representantes das Províncias votem e decidam segundo os interesses dos que os elegeram', afirmou Hugo Biolcati, vice-presidente da Sociedade Rural Argentina (SRA).

A presidente do país, Cristina Fernández, viu seus índices de popularidade despencarem ao longo da disputa iniciada quatro meses atrás, quando um novo sistema de impostos de exportação de grãos elevou as taxas referentes à soja, o produto que mais rende divisas estrangeiras à Argentina.

O ex-presidente Néstor Kirchner, marido de Cristina, deve liderar a manifestação pró-governo, na terça-feira à tarde.

A proposta de lei sobre a elevação dos impostos foi aprovada por uma pequena margem de votos na Câmara dos Deputados e, segundo meios de comunicação argentinos, os senadores mostravam-se divididos. Prevê-se uma nova votação apertada.

Cristina espera que a aprovação da medida pelo Senado sele o fim do conflito, que deixou nervosos os mercados financeiros e levantou dúvidas sobre o desempenho da economia argentina, que há cinco anos registra bons índices de crescimento.

No entanto, muitos duvidam que a disputa termine caso o Congresso fique ao lado do governo.

(Reportagem adicional de Nicolas Misculin)

REUTERS FE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG