R.Unido vai confirmar responsabilidade de Israel em morte de líder do Hamas

Londres, 23 mar (EFE).- O Governo britânico vai confirmar oficialmente nesta terça-feira que Israel é culpado pelo assassinato do líder do Hamas Mahmoud al Mabhuh, em janeiro passado em um hotel de Dubai, operação da qual participaram várias pessoas que viajavam com passaportes falsos.

EFE |

O embaixador israelense em Londres, Ron Proser, foi convocado na segunda-feira pelo Ministério de Assuntos Exteriores britânico para ser informado do resultado de uma investigação sobre as circunstâncias do assassinato.

Segundo o jornal "The Daily Telegraph", em uma declaração parlamentar, o Governo britânico responsabilizará diretamente os serviços secretos israelenses pela falsificação de até quinze passaportes britânicos.

A declaração, retirada do periódico, vai destacar que foi impossível determinar com certeza se o responsável foi o Mossad (serviço secreto israelense) ou o Diretório de Inteligência Militar, que também é suspeito de estar por trás da operação.

Fontes oficiais britânicas expressaram frustração por não poderem fazer muito para sancionar Israel, que se negou a confirmar ou desmentir sua participação no assassinato. EFE jr/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG