R.Unido vai cobrar diálgo entre Governo e rebeldes afegãos

Londres, 10 mar (EFE).- O Reino Unido quer que o Governo afegão dedique mais da energia que demonstrou até agora na busca de negociações de paz com os rebeldes talibãs.

EFE |

Segundo a edição de hoje do jornal "The Guardian", essa vai ser a mensagem do discurso que o ministro de Assuntos Exteriores britânico, David Miliband, fará nos Estados Unidos.

"É hora de os afegãos buscarem um acordo político com tanto vigor e energia como os que depositamos nas áreas militar e civil" do país, dirá Miliband no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês).

De acordo com fontes britânicas, líderes talibãs estariam dispostos a negociar um acordo político a partir do qual romperiam seus vínculos com a Al Qaeda e abandonariam as armas em troca de sua participação na política afegã.

Em Londres, são considerados preocupantes a perda de oportunidades para a abertura de um diálogo preliminar e o fato de o conflito, no qual já morreram 270 britânicos, ter se intensificado por culpa da ineficácia e da corrupção afegãs.

"Os próprios afegãos devem liderar e impulsionar esse compromisso político. Será um processo gradual, e os insurgentes vão querer ver apoio internacional", afirmará Miliband durante o discurso. EFE jr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG