R.Unido quer que impor seguro para cachorros

Londres, 9 mar (EFE).- O Governo britânico quer obrigar todos os donos de cachorros a assegurar os animais contra ataques a terceiros.

EFE |

A cada semana, segundo a "BBC", cerca de cem pessoas são hospitalizadas na Inglaterra e no País Gales por causa de ataques de cães.

Além disso, aumentaram as brigas entre cachorros e as autoridades sabem que há gangues que utilizam cães agressivos e perigosos como "símbolo de status".

Segundo a fonte, o Governo trabalhista pretende fazer uma emenda à lei de 1991 sobre cachorros perigosos, que diz respeito às raças pit bull terrier, tussa japonês, dogo argentino e fila brasileiro.

Os cães dessas raças são proibidos de circular em via pública.

Agora, as autoridades querem proibi-los em domicílios privados, já que, às vezes, eles atacam profissionais e prestadores de serviço.

O ministro britânico de Interior, Alan Johnson, disse estar preocupado, posto que algumas pessoas só adquirem cachorros para intimidar outras pessoas.

"Há uma grande preocupação entre os cidadãos em relação aos ataques de cães, sobretudo após as mortes de crianças, e pelo número crescente de cachorros que são utilizados para intimidar outras pessoas", disse o ministro do Meio Ambiente, Hilary Benn.

O sindicato de trabalhadores do serviço postal se disse satisfeito com as propostas do Governo, visto que milhares de carteiros são atacados anualmente no exercício da profissão. EFE jr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG