R.Unido diz começar relação moderna com Iraque após operações

Londres, 30 abr (EFE).- O Reino Unido e o Iraque iniciam hoje uma relação bilateral moderna, mais profunda e igualitária, afirmou hoje o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, por ocasião do fim das operações de combate de seu país em território iraquiano.

EFE |

Em coletiva de imprensa junto ao presidente iraquiano, Nouri al-Maliki, na residência oficial de Downing Street, Brown disse que hoje se encerra o capítulo da missão de combate no Iraque.

"Hoje damos passos para fortalecer e aprofundar nossa relação, apoiar uma associação de iguais que seja duradoura", assinalou Brown após indicar que assinou com o presidente iraquiano uma declaração de amizade, associação e cooperação.

"O dia de hoje marca o fim do capítulo da missão de combate no Iraque. A bandeira da Brigada 20 da Marinha será retirada enquanto terminam as patrulhas britânicas de combate", afirmou o chefe de Governo britânico.

"O Iraque está aberto a negócios", ressaltou Brown, que disse ainda que o Reino Unido estreitará os vínculos com o Iraque em áreas como educação e cultura.

Brown informou que continuará a cooperação sobre a prospecção de petróleo no Golfo.

"Reino Unido e Iraque têm laços históricos profundos. Os últimos seis anos mudaram outra vez nossa relação", afirmou.

A repatriação dos 3.700 soldados que estão em Basra, no sul do Iraque, acelerará nos próximos dias, uma vez que o general britânico a cargo do contingente entregue o comando a um general americano.

A cerimônia acontecerá esta tarde, horas após finalizado um ato de homenagem aos 179 militares britânicos que morreram desde a invasão do Iraque, em março de 2003.

O final das operações põe fim a uma das missões militares mais longas do Reino Unido no exterior, 2.232 dias, mais tempo que as duas guerras mundiais juntas. EFE vg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG