RSF pede investigação de ataque a jornalista de TV paulista

Paris, 19 mai (EFE) - A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) pediu hoje um esclarecimento rápido do atentado sofrido pelo jornalista Edson Ferraz, da emissora de televisão TV Diário (afiliada à Rede Globo), baleado no dia 15 em Mogi das Cruzes (SP) após ter recebido ameaças.

EFE |

A organização de defesa da liberdade de imprensa indicou em comunicado que Ferraz, de 25 anos, investigava um caso de corrupção e lavagem de dinheiro no qual podem estar envolvidos 19 policiais de Mogi das Cruzes.

Por isso, a RSF acredita que "a pista profissional parece plausível e as autoridades devem levar a cabo uma investigação no interior das forças de segurança".

Ferraz tinha sido advertido de possíveis represálias a sua atividade profissional através de uma ligação anônima recebida na véspera do atentado.

O jornalista não tem dúvidas de que tentaram intimidá-lo, já que se quisessem matá-lo, teriam conseguido.

Desconhecidos atiraram em seu veículo quando o jornalista voltava para casa. EFE lmpg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG