RSF inicia greve de fome em solidariedade a jornalista iraniana

Paris, 28 abr (EFE).- Membros da organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) iniciaram hoje uma greve de fome, em Paris, em solidariedade à jornalista iraniano-americana Roxana Saberi, que deixou de se alimentar há sete dias para protestar contra os oito anos de pena no Irã por espionagem para os Estados Unidos.

EFE |

"Roxana está muito fraca por causa destes sete dias de greve de fome. Estamos muito preocupados com sua saúde. Simbolicamente, tomamos o bastão de sua greve de fome para que ela não tenha que continuar", afirmou a RSF.

Cerca de 15 pessoas, entre elas quatro membros da organização pela liberdade de imprensa, iniciaram hoje seu protesto em frente à agência "IranAir" em Paris.

"A princípio, ficaremos em greve até 3 de maio (Dia Internacional da Liberdade de Imprensa). Depois, em função da evolução, decidiremos se a prolongamos", disse à Agência Efe uma porta-voz da RSF.

A jornalista, de 32 anos e presa em Teerã, "deve saber que não está sozinha" e que não a abandonaram, precisou a RSF, lembrando que sete jornalistas e dois blogueiros estão presos no Irã, país que ocupa o 166º lugar entre 173 na última classificação da liberdade de imprensa publicada pela organização. EFE jaf/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG