Paris, 25 dez (EFE).- A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) classificou hoje como vergonhosa a condenação a 11 anos de prisão do dissidente chinês Liu Xiaobo por subversão.

"Liu Xiaobo vai passar os próximos 11 anos de sua vida na prisão, quando não fazia outra coisa senão defender a liberdade de expressão e participar da reflexão sobre o futuro político de seu país junto com muitos intelectuais chineses. É uma vergonha", declarou a RSF em um comunicado.

As autoridades chinesas disseram que o dissidente foi coautor do manifesto chamado "Carta 08", que em 2008 pediu a reforma política do país e solicitava maiores liberdades, além do sistema de partido único mediante o sufrágio universal.

"Onde estão os valores universais da liberdade de expressão que supostaente a China deve representar durante a Exposição Universal de Xangai em 2010?", questionou a organização de defesa da liberdade de imprensa.

Para a RSF, as "pressões nacionais e internacionais para obter a libertação deste célebre dissidente deveriam agora dobrar sua força".

Liu, professor de filosofia na Universidade de Pequim, recebeu o prêmio Repórteres sem Fronteiras em 2004, destacou a organização.

EFE jaf/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.