Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

RSF acha absurda condenação de veículos brasileiros por propaganda eleitoral

Paris, 19 jun (EFE).- A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) considera absurda a condenação de dois veículos de comunicação brasileiros por propaganda eleitoral, depois da publicação de uma entrevista com Marta Suplicy (PT-SP), e tacharam a medida de limitação inaceitável à liberdade de expressão.

EFE |

O jornal "Folha de S.Paulo" e a revista "Veja" foram condenados na segunda-feira passada a uma multa de R$ 21.282 por haver publicado uma entrevista com Marta Suplicy, possível candidata do PT à Prefeitura de São Paulo.

A RSF afirma, em comunicado, que tanto o poder Executivo quanto instâncias judiciais superiores já destacaram o absurdo da decisão.

Segundo a organização, os meios de comunicação costumam "contar a atualidade política" quando se aproximam da data eleitoral, e que o trabalho jornalístico "não pode ser comparado com a propaganda".

A organização afirma que, durante as campanhas eleitorais, é possível aplicar critérios de igualdade de tempo de palavra às diferentes sensibilidades políticas, mas que estes são mais difíceis de adaptar à imprensa escrita, e que sua adoção é impossível antes do início da campanha. EFE lmpg/an

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG