Royal insinua que pode concorrer à primeira-secretária do PS

Paris, 12 nov (EFE) - A ex-candidata presidencial francesa Ségolène Royal deixou hoje aberta a porta sobre a possibilidade de concorrer ao cargo de primeiro-secretário do Partido Socialista (PS) no Congresso que a legenda realizará em Reims no próximo fim de semana. Tenho vontade de ser a primeira-secretária do PS, afirmou Royal na televisão TF1, mas não esclareceu se concorrerá ao cargo. Dizem que não sou uma mulher de aparelho e acho que é certo, porque prefiro o contato com as pessoas antes do contato com os aparelhos partidários, assegurou, e ressaltou que não quer ser um obstáculo para a unidade do partido. O Congresso de Reims girará em torno da moção política liderada por Royal, a mais votada pelos militantes na semana passada com, 29% dos sufrágios, na frente das do prefeito de Paris, Bertrand Delanoë (25%), da prefeita de Lille, Martine Aubry (25%), e do representante da ala esquerda do PS Benoît Hamon (19%). Esse voto dá legitimidade a seu projeto, afirmou Royal, e lhe dá vocação para dirigir com uma equipe o partido mas não foi um voto contra ninguém, mas para somar talentos, disse a ex-candidata presidencial, que, no ano passado, perdeu as eleições à Presidência para o conservador Nicolas Sarkozy. Royal, que preside a região de Poitot-Charentes, indicou que enfrentará suas responsabilidades no partido, mas que será rodeada de sua jovem equipe, com o que abriu a porta a que seja um de seus fiéis quem concorra à candidatura, ent...

EFE |

EFE lmpg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG