Roseana Sarney assume Governo do Maranhão, mas Lago se recusa a sair

Rio de Janeiro, 17 abr (EFE).- Roseana Sarney (PMDB) assumiu hoje como nova governadora do Maranhão, após deixar cargo no Senado e em substituição a Jackson Lago (PDT), que foi destituído pela Justiça por crimes eleitorais e se recusa a sair da sede do Governo estadual.

EFE |

Lago tomou posse em janeiro de 2007 - após vencer Roseana nas eleições de 2006 -, mas, desde então enfrentava, um processo na Justiça eleitoral por irregularidades na campanha que o levou ao poder.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) considerou Lago culpado das acusações e o puniu com a perda do mandato, em um julgamento que terminou na quinta-feira à noite.

Como os juízes também cassaram o vice-governador, Luiz Carlos Porto (PPS), o TSE determinou que Roseana Sarney, como segunda candidata mais votada, assuma o Governo do Maranhão até janeiro de 2011, quando termina o mandato de Lago.

Roseana, que deixou o cargo de senadora hoje de manhã, assumiu como governadora em cerimônia realizada na Assembleia Legislativa do Maranhão, mas não quis ir à sede do Governo estadual, para evitar um incidente com simpatizantes de Lago.

Lago está na sede do Governo e diz que só sairá do local quando o Supremo Tribunal Federal (STF) se pronuncie sobre a validade da decisão contra ele.

"A decisão (da Justiça eleitoral) violenta a vontade da maioria da população. A oligarquia (em referência à família Sarney), com o apoio da elite institucionalizada, decidiu atingir a vontade da maioria da população", alegou Lago.

Apesar de ter assumido o mandato, Roseana Sarney deve solicitar uma licença nos próximos dias, porque que tem programada uma cirurgia para a remoção de um aneurisma. EFE cm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG