Roqueiro processa McCain por uso de música

Por Steve Gorman LOS ANGELES (Reuters) - O roqueiro Jackson Browne abriu uma ação judicial contra o candidato republicano à Presidência dos EUA, John McCain, alegando que teve seus direitos autorais violados com o uso não-autorizado da canção Running on Empty (1977) num anúncio eleitoral.

Reuters |

O processo, aberto na quinta-feira num tribunal de Los Angeles, cita como réus também o diretório nacional republicano e o diretório partidário de Ohio. Os advogados pedem uma liminar contra o uso da música e uma indenização de 75 mil dólares.

'Running on Empty' ('Correndo vazio', em tradução literal) serve de fundo para o anúncio que zomba do rival democrata de McCain, Barack Obama, por sugerir que os norte-americanos calibrem direito os pneus a fim de economizar gasolina.

Os advogados de Browne dizem que, além de não pagar os direitos autorais, a campanha de McCain também violou a chamada Lei Lanham, ao sugerir que Browne apóia a candidatura de McCain.

'[Browne] é um conhecido ativista liberal de toda a vida, apoiador de candidatos democratas, e usar sua canção e sua voz num comercial que bate em Barack Obama é inadmissível para Jackson', disse o advogado Lawrence Iser.

Um porta-voz da campanha de McCain, Brian Rogers, disse que a inclusão de McCain como réu foi um equívoco, já que o anúncio era de responsabilidade única do Partido Republicano de Ohio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG