Ronaldinho Gaúcho comanda vitória do Brasil sobre Cingapura

Redação Central, 28 jul (EFE) - O meia Ronaldinho Gaúcho foi o destaque da vitória de hoje da seleção olímpica do Brasil por 3 a 0 sobre Cingapura, penúltimo amistoso preparatório aos Jogos de Pequim, em agosto. Além de ser um teste para os comandados do técnico Dunga, a partida no Estádio Nacional de Cingapura marcou o retorno aos gramados do novo reforço do Milan, jogador mais experiente do grupo e que estava desde março afastado dos gramados. O Brasil começou tímido, ameaçando pouco a defesa cingapuriana, cujo técnico afirmara na véspera que esperava resistir ao menos por cinco minutos. A solução para a falta de criatividade do setor ofensivo acabou sendo Ronaldinho Gaúcho. Aos 20 minutos, ele tocou de calcanhar para o meia Diego, que chutou da entrada da área e abriu o placar para os brasileiros.

EFE |

No entanto, a jogada foi uma exceção e o time que vai tentar o primeiro ouro olímpico do país na modalidade mostrou sérios problemas de entrosamento. Além disso, o lateral-direito Rafinha subia pouco ao ataque e, quando o fazia, pecava nos cruzamentos.

Pelo lado esquerdo, o lateral Marcelo teve uma atuação tímida e não aproveitou a fragilidade da defesa adversária.

Foi aí que Ronaldinho mostrou ser definitivamente a liderança técnica do grupo, mesmo longe da melhor forma. O meia iniciou uma jogada na entrada da área, que contou com uma troca de passes rápidos entre Diego, Anderson e Pato.

O ex-atacante do Internacional chutou em cima do goleiro e Ronaldinho Gaúcho pegou o rebote, fez uma embaixadinha dentro da área e marcou o segundo do Brasil aos 26.

No intervalo, o técnico da seleção brasileira promoveu três alterações. Tirou o zagueiro Thiago Silva, Diego e Pato e os substituiu por Breno, Thiago Neves e Rafael Sóbis, respectivamente.

O primeiro lance de perigo surgiu somente aos 25 minutos, quando o volante Ramires - outra novidade do segundo tempo, fez uma boa jogada e tocou na saída do goleiro Sunny. Porém, a defesa salvou em cima da linha.

Já aos 35, Thiago Neves invadiu a área pela direita e cruzou para o atacante Jô cabecear para o fundo da rede, meio sem jeito.

O destaque negativo da partida foi o zagueiro Alex Silva, que conseguiu ser expulso aos 45 do segundo tempo de uma partida tranqüila. O jogador do São Paulo acertou uma cotovelada em um adversário perto do círculo central.

O último teste da equipe antes de Pequim será na próxima sexta, às 10h de Brasília, contra o Vietnã.

Ficha técnica: Cingapura: Sunny (Lewis, no intervalo); Jantan, Khaizan, Hiek e Bennett; Muhamad (Nawaz, no intervalo), Wilkinson (Halim, aos 30 minutos do segundo tempo), Mustafic (Latiak, aos 25 min do segundo tempo) e Ishak; Sahdan (Amri, no intervalo) e Duric (Li, aos 11 min do segundo tempo). Técnico: Raddy Avramovic.

BRASIL: Renan; Rafinha, Alex Silva, Thiago Silva (Breno, no intervalo) e Marcelo (Ilsinho, aos 23 minutos do segundo tempo); Hernanes (Jô, aos 22 min do segundo tempo, Lucas, Anderson (Ramires, aos 14 min do segundo tempo) e Diego (Thiago Neves, no intervalo); Ronaldinho Gaúcho e Alexandre Pato (Rafael Sóbis, no intervalo).

Técnico: Dunga.

Cartões amarelos: Rafinha e Latiak.

Cartão vermelho: Alex Silva. EFE plc/rd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG