Ronald Biggs é levado para asilo

O britânico Ronald Biggs, famoso por sua participação no assalto ao trem Glasgow-Londres em 1963, foi levado nesta segunda-feira para um asilo, indicou uma porta-voz do hospital onde era mantido internado desde que recuperou a liberdade há dez dias.

AFP |

A porta-voz indicou que Biggs, de 80 anos, deixou o hospital de Norwich (leste da Inglaterra) durante a tarde em uma ambulância que devia levá-lo para um asilo situado em Barnet, próximo de onde vive seu filho Michael, no norte de Londres.

Seu advogado, Giovanni di Stefano, indicou que essa transferência não significa que seu estado de saúde tenha melhorado.

"Permanece muito doente, não se enganem", declarou di Stefano à imprensa. "Está apenas bem o suficiente para ser levado para aquela que será a sua última morada", acrescentou.

Biggs chegou ao hospital no final de julho com um quadro de pneumonia severa, procedente da prisão onde estava encarcerado desde que em 2001 decidiu se entregar às autoridades depois de ter passado 36 anos foragido, a maioria no Brasil.

A pneumonia se somou ao longo histórico clínico de Biggs, que nos últimos anos teve também vários problemas de saúde que o impediram de falar ou caminhar, obrigando-o a se alimentar por meio de uma sonda.

Biggs ficou famoso após o assalto ao trem pagador Glasgow-Londres em 1963, conhecido como o 'roubo do século', no qual ele e 14 cúmplices roubaram uma quantia, então sem precedentes, de 2,6 milhões de libras. Pouco depois, ele fugiu da prisão após ter cumprido apenas 15 meses de uma condenação de 30 anos.

ra/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG