recupera aliado - Mundo - iG" /

Rompido com Bush, Zapatero diz que Espanha recupera aliado

Depois de oito anos de relações quase nulas com o governo de George W. Bush, o premiê espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, disse nesta quarta-feira que o país recupera um aliado e que (o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack) Obama tem capacidade de escutar e promover o diálogo, coisa que nem todos os políticos possuem.

BBC Brasil |

Sem citar o presidente Bush, Zapatero elogiou Obama, deixando recados para o líder republicano que finaliza o mandato e que se recusou a sequer falar com o premiê desde a retirada das tropas espanholas do Iraque.

Em entrevista coletiva no Palácio da Moncloa (sede do governo), Zapatero disse que concorda com Obama em muitas questões sociais como as políticas para América Latina e luta contra a fome.

"O presidente Obama terá na Espanha um amigo e fiel aliado. Quero que trabalhemos juntos em políticas na América Latina, Oriente Médio, mundo muçulmano, África e numa visão integradora do mundo."
"Ele (Obama) se mostrou sensível em temas como a luta contra a pobreza e a fome, a mudança climática, luta contra o terrorismo internacional e direitos humanos."
O discurso a favor de Obama e com alfinetadas para Bush teve ainda um elogio ao derrotado John McCain, que durante a campanha eleitoral afirmou que tampouco se reuniria com Zapatero porque considerava uma afronta a saída do Iraque.

"Foi esplêndido o discurso do senador McCain porque não é fácil aceitar uma derrota. Seu compromisso de ajudar é um exemplo para muitos políticos", disse Zapatero.

Madrugada
Fontes no Palácio da Moncloa disseram à imprensa que Zapatero passou a madrugada com assessores acompanhando a apuração das eleições americanas pela TV.

Assim que os primeiros resultados apontaram a vitória do senador democrata, o premiê enviou um telegrama de parabéns e já orientou o Ministério de Relações Exteriores para que tente marcar um encontro entre os dois líderes.

Zapatero definiu a vitória de Obama com palavras como "esperança, unidade, oportunidade, vitória emocionante e histórica" e disse que o resultado eleitoral "marca uma nova etapa para os Estados Unidos e para o mundo".

O premiê lembrou ainda que a Espanha terá a presidência da União Européia em 2010 e que com Obama no governo tem "plena confiança de que se abre um novo horizonte mais promissor para um mundo mais justo e em favor da segurança compartilhada".

O ministro de Relações Exteriores da Espanha, Miguel Ángel Moratinos, entrou em contato com o Partido Democrata há meses durante a campanha eleitoral. Ofereceu apoio e pediu uma reunião com Obama.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG