Romney tenta evitar quarta derrota consecutiva em caucus no Maine

Disputa com Ron Paul não tem favorito claro e ex-governador de Massachusetts intensifica campanha no Estado

iG São Paulo |

Mitt Romney luta para atrair os céticos de seu partido republicano e evitar uma quarta derrota consecutiva na disputa pela candidatura republicana neste sábado em Maine, quando o Estado conclui seu caucus.

Leia também: Política de imigração de Romney vai contra a de sua igreja

AP
Candidato republicano Mitt Romney faz pronunciamento durante campanha em Portland, Maine

As autoridades republicanas no Estado vão anunciar o vencedor na noite deste sábado (às 22h30 no horário de Brasília), um dia depois de o ex-governador de Massachusetts ter feito um discurso em Washington no qual se descreveu como "um severo governador conservador".

No pronunciamento, Romney quis destacar insistentemente que é, sim, um conservador, ao contrário do que dizem seus críticos dentro do próprio partido republicano. "Meu caminho ao conservadorismo vem da minha família, da minha fé e do meu trabalho", disse.

Dessa forma, Romney trabalha para ganhar a confiança dos ativistas que são a base do partido republicano e que comandam as primárias. Eles desconfiam de Romney muito por conta de suas posições no passado sobre várias questões, incluindo seu apoio à legalização do aborto.

Os conservadores em geral, vêem nos principais rivais de Romney - o ex-senador Rick Santorum e Newt Gingrich - propostas e passados mais alinhados à sua política. Essa semana, Santorum venceu as primárias em Minnesota, Missouri e Colorado .

A oposição conservadora de Romney segue dividida - Gingrich ganhou um Estado e Santorum ganhou quatro. Mas Santorum agora ameaça o domínio de Romney em Estados que, antes, sua equipe sentia que teria uma vitória tranquila.

Conheça: Quem são os pré-candidatos republicanos?

Romney aumentou os esforços para cortejar os republicanos de Maine nos últimos dias, o que representa uma crescente preocupação com seu rival republicano Ron Paul , uma vez que nem Gingrich nem Santorum estão competindo ativamente no Estado.

O resultado de Maine provavelmente reverberará durante toda a semana, uma vez que não há outra primária até Arizona e Michigan se apresentarem para a disputa em 28 de fevereiro.

Paul está lutando para provar que é capaz de ganhar, particularmente em um Estado onde sua campanha tem voltado uma atenção considerável nas últimas semanas.

O congressista do Texas ficou em posições boas nas últimas primárias, mas sua estratégia se direciona em ganhar nos Estados menores. Paul se mostrou otimista enquanto cumprimentava as centenas de republicanos reunidos no ginásio de uma escola em Sanford para o caucus. "Eu acho que temos boas chances", disse.

Minutos depois que Paul deixou o local, Romney chegou. "Eu quero ser o seu indicado", disse. "Eu acredito que sou a única pessoa nessa corrida que pode realmente derrotar o presidente."

Não foi feita nenhuma pesquisa eleitoral confiável que possa prever o resultado no Estado de Maine, que atraiu menos de 5,5 mil eleitores há quatro anos. Mas as últimas atividades de Romney sugerem que sua vitória não está garantida, apesar das vantagens naturais de competir em um Estado em que venceu com mais de 50 % dos votos na última disputa republicana.

Ele mudou sua agenda na noite de sexta-feira, onde fez aparições em dois caucus no sábado - antes, ele tinha planejado tirar um dia de folga.

O caucus do Maine começou em 4 de fevereiro e será concluído neste sábado, quando o partido republicano anunciar o vencedor.

Com AP

    Leia tudo sobre: eleição nos euaromneycaucus maineron pauleua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG