Romney sobe o tom contra Gingrich em debate na Flórida

Derrotado por rival na Carolina do Sul, Romney o acusa de ser político nada confiável; primária na Flórida ocorre dia 31

Reuters |

O pré-candidato republicano Mitt Romney procurou colocar sua campanha à Casa Branca de volta nos trilhos nesta terça-feira, divulgando dados de dois anos de pagamento de impostos horas depois de atacar o rival Newt Gingrich num debate em que foi agressivo.

Saiba mais: Veja o especial sobre eleições nos EUA

AP
Pré-candidatos republicanos Mitt Romney (E) Newt Gingrich discutem durante debate na Universidade do Sul da Flórida em Tampa, Flórida (23/01)
Renda: Pressionado, Romney divulga declaração de impostos
Terceira disputa: Vitória de Gingrich na Carolina do Sul embola disputa republicana

Romney, antes favorito, mas abalado com a vitória de Gingrich por 12 pontos de vantagem na primária do Estado da Carolina do Sul no sábado, curvou-se à pressão política e liberou extratos que mostram que deve pagar US$ 6,2 milhões em impostos de um total de US$ 42,5 milhões de renda, relativos a 2010 e 2011.

Isso representa uma taxa de imposto de 13,9% em 2010 e esperados 15,4% em 2011, abaixo da tributação média da maioria dos americanos, porque a maior parte da renda de Romney veio de ganhos de capital sobre os quais incidem taxas mais baixas.

Gingrich, ex-presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, havia criticado duramente Romney na Carolina do Sul por sua recusa em divulgar seus impostos, despertando dúvidas sobre a vasta riqueza do adversário e seu trabalho como ex-presidente de uma firma de fundos privados que críticos dizem ter reduzido empregos e espoliado empresas.

A corrida para encontrar um indicado republicano que desafie o presidente Barack Obama, do Partido Democrata, na eleição de novembro toma as feições de uma luta entre dois nomes. No debate na Flórida, Romney acusou Gingrich de ser um líder nada confiável, que usou seu tempo em Washington para se tornar um influente negociante.

O ataque, de longe o mais agressivo de Romney durante a campanha presidencial republicana, tinha como meta deter o crescimento de Gingrich, que assumiu a liderança em duas pesquisas na Flórida divulgadas na segunda-feira.

"O presidente (da Câmara) teve a oportunidade de ser o líder de nosso partido em 1994, e ao final de quatro anos teve de se demitir caído em desgraça", disse Romney.

O ex-governador de Massachusetts criticou Gingrich por seu trabalho para a problemática gigante de hipotecas Freddie Mac - um dos pivôs da crise de 2008 -, seus problemas éticos no Congresso e por fazer lobby para congressistas republicanos em temas de saúde ao mesmo tempo em que recebia pagamentos de empresas de seguro médico.

Leia tambem: Mulheres permeiam carreira política de Gingrich

Gingrich se recusou a rebater Romney durante muitos de seus ataques, mas novamente negou ter feito lobby para a Freddie Mac e acusou o adversário de distorcer seu histórico. "Ele poderia ter dado um bom financista, mas é um péssimo historiador", disse Gingrich sobre Romney.

Os pré-candidatos republicanos , incluindo o ex-senador Rick Santorum e o congressista Ron Paul, debaterão novamente na quinta-feira.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG