Romário é multado ao se recusar a fazer teste do bafômetro

O ex-atacante Romário foi multado após se recusar a fazer o teste do bafômetro ao ser parado numa blitz da Polícia na Barra da Tijuca.

EFE |

Segundo um porta-voz da secretaria de Governo do estado do Rio de Janeiro, o fato ocorreu na madrugada de segunda-feira e Romário preferiu receber uma multa de R$ 957,70 que passar pelo controle da chamada Lei Seca, do Detran.

Além de pagar a multa e perder pontos na carteira, o artilheiro de Vasco, Flamengo e Barcelona, entre outros clubes, não quis explicar o motivo de sua recusa ao exame e foi obrigado a telefonar para um amigo para que ele viesse dirigir seu veículo, evitando a apreensão.

A multa foi imposta uma semana depois de Romário dar o pontapé inicial na carreira de político ao aparecer na propaganda eleitoral do Partido Socialista Brasileiro (PSB), legenda à qual se filiou.

Ele pretende concorrer a deputado federal nas eleições de outubro.

O ex-jogador e hoje diretor de futebol do América diz que sua pretensão na política é continuar o projeto de atender crianças carentes.

Ano passado Romário teve de deixar o luxuoso apartamento em que vivia por decisão da Justiça, para pagar dívidas.

Ele também chegou a ficar 24 horas preso por atrasar o pagamento da pensão dos dois filhos de seu primeiro casamento e prestou depoimento numa delegacia sobre seu suposto vínculo com um membro de uma quadrilha de apostas ilegais acusado de homicídio.

    Leia tudo sobre: romário

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG