Roche registra primeiro caso de resistência do H1N1 ao Tamiflu

ZURIQUE (Reuters) - Um paciente da Dinamarca com o vírus da influenza H1N1 mostrou resistência ao Tamiflu, medicamento do laboratório Roche que é o principal antiviral usado para combater a enfermidade, informou neste segunda-feira um executivo da empresa. Ao receber o remédio, o paciente pareceu desenvolver resistência a ele, disse David Reddy, o líder da força-tarefa da Roche no combate à pandemia, durante uma entrevista à imprensa sobre o caso dinamarquês. Este é o primeiro relato que temos da ocorrência disso com o H1N1.

Reuters |

A Organização Mundial da Saúde (OMS) elevou o alerta de pandemia da gripe relativo ao vírus da H1N1 para a fase 6, numa escala de seis pontos, fato que indica que está em andamento no mundo a primeira pandemia de influenza desde 1968.

Autoridades de saúde da Dinamarca confirmaram ter sido constatado um caso de resistência ao antiviral Tamiflu.

"A pessoa está bem agora e não foi detectado nenhum outro caso de pessoa contagiada com o vírus resistente", disse o instituto estatal Serum, em um comunicado.

As gripes comuns sazonais podem ser resistentes ao Tamiflu. Reddy disse que um caso de resistência ao H1N1 não é algo inesperado. Ele acrescentou que a Roche está buscando estratégias de contenção.

No domingo, o Brasil registrou a primeira morte pela doença. O paciente, um caminhoneiro de 29 anos, retornou ao Brasil no dia 19 vindo da Argentina. Ele morreu no Rio Grande do Sul.

(Reportagem de Sam Cage e Paul Arnold)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG