O atacante brasileiro Robinho, do Manchester City, negou as acusações de agressão sexual, depois de ter sido preso e solto sob fiança na Inglaterra, na terça-feira. Segundo o porta-voz do jogador, Chris Nathaniel, ele compareceu a uma delegacia da polícia de West Yorkshire, em um encontro pré-combinado e como parte de uma investigação criminal.

Robinho nega veementemente ter cometido qualquer crime e vai cooperar com a polícia, caso necessário, disse o porta-voz.

A polícia disse que um homem foi preso na terça-feira em meio à investigação de um incidente que teria ocorrido no dia 14 de janeiro, em uma boite em Leeds, cidade próxima a Manchester.

Segundo a imprensa britânica, a denúncia de agressão sexual foi feita por uma estudante universitária no mesmo dia, depois de ter sido atacada na área vip da boite Space, popular entre os jogadores de futebol.

Acredita-se que o atacante seja o mais caro da Inglaterra.

O Manchester City joga nesta quarta-feira à noite contra o Newcastle, e a expectativa é de que Robinho esteja em campo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.