Rival do Governo desponta como vencedor nas eleições ao Parlamento malaio

Kuala Lumpur, 26 ago (EFE) - O ex-vice-primeiro-ministro malaio, Anwar Ibrahim, cassado e depois preso seis anos por sodomia e abuso de poder, desponta como o vencedor das eleições a uma cadeira vaga do Parlamento, realizadas hoje no estado de Penang, ao noroeste da Malásia.

EFE |

A disputa pela cadeira da circunscrição de Permatang Pauh é parte da batalha política que o Governo do primeiro-ministro, Abdullah Badawi, mantém com Anwar, que, com sua volta ao Parlamento, pretende assumir o papel de líder da oposição.

Anwar, que durante sua intensa campanha eleitoral reiterou que seu objetivo é depor o atual Executivo e se tornar primeiro-ministro, luta pela cadeira contra Arif Shah Omar, político da coalizão governamental ou Frente Nacional.

Em meio à polêmica gerada por uma nova acusação de sodomia, Anwar afirmou que, caso conquiste a cadeira que sua esposa Wan Azizah Ismail deixou vaga para abrir passagem para o Parlamento, fará profundas reformas, incluindo no sistema judiciário e de Governo.

Por sua parte, os líderes da coalizão de Governo, que controla 140 cadeiras do Parlamento federal, descartaram que uma possível vitória eleitoral de Anwar provoque uma debandada em suas fileiras.

O ex-vice-primeiro-ministro foi acusado formalmente, em 7 de agosto, de sodomia e libertado após pagar uma fiança, depois de anunciar seu plano de apresentar a candidatura à cadeira de Penang.

A legislação da Malásia contempla a sodomia como crime para o qual estabelece uma pena máxima de 20 anos de prisão. EFE srn/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG