Umberto Bossi tenta acordo com Gianfranco Fini, presidente da Câmara Baixa do Parlamento que pede renúncia do premiê

O principal aliado do primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, se reuniu com o maior rival do premiê nesta quinta-feira para tentar resolver um impasse político que pode resultar na antecipação das eleições. O líder da Liga Norte, Umberto Bossi, quer chegar a um acordo com o presidente da Câmara Baixa do Parlamento, Gianfranco Fini, que pede a renúncia de Berlusconi.

Bossi tem sido o único aliado do premiê italiano na coalizão de governo desde julho, quando, depois de meses de troca de acusações cáusticas, Berlusconi expulsou Fini do partido Povo da Liberdade (PDL), que os dois fundaram em 2008. O rompimento levou Fini a criar um partido próprio, retirando de Berlusconi a garantia de maioria na Câmara e praticamente paralisando o Executivo.

No domingo, Fini exigiu a renúncia de Berlusconi para que uma nova coalizão de centro-direita, incluindo centristas, possa ser formada. A declaração de Fini aumentou as chances de uma ampla crise no governo que acabe resultando na antecipação das eleições parlamentares.

Berlusconi está participando da cúpula do G20 na Coreia do Sul, e deve retornar à Itália no sábado. Com a imagem afetada por uma série de escândalos sexuais e a popularidade em seu nível mais baixo, o primeiro-ministro, de 74 anos, deixou claro não ter nenhuma intenção de renunciar.

Com Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.