Riquelme depõe sobre suposta incitação à violência

Buenos Aires, 17 dez (EFE). O meia-atacante do Boca Juniors Juan Román Riquelme depôs hoje à Justiça em Buenos Aires após ter sido acusado de uma suposta incitação à violência e de prejudicar a segurança durante um evento esportivo, devido a um incidente que protagonizou no último dia 30 de novembro.

EFE |

Após o gol da vitória que marcou contra o Racing (2 a 1) em partida do Torneio Apertura no estádio La Bombonera, Riquelme se dirigiu a um espectador e fez gestos que provocaram a reação de outros torcedores contra este último.

"O torcedor passou todo o tempo insultando os jogadores. Ele não tem o direito de agarrar seus testículos e insultar os que passavam à sua frente", afirmou o meia em seu depoimento.

A promotoria decidiu ouvir agora o espectador, Agustín Pozzetti, que já negou que tenha insultado o jogador do Boca.

O advogado de Riquelme, Alejandro Pérez Chada, disse que o meia xeneize "satisfez" com seu depoimento as inquietações da promotoria.

Se for considerado culpado de incitação à violência e de prejudicar a segurança durante um evento esportivo, o meia-atacante pode ser condenado a dez dias de detenção ou a pagar uma multa de cerca de US$ 300. EFE ee/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG