Rio Tibre corre risco de transbordar por fortes chuvas na Itália

Roma, 12 dez (EFE) - O rio Tibre, que atravessa a capital italiana de norte a sul, corre hoje o risco de transbordar por causa do forte temporal que já deixou dois mortos na Itália e que fez com que Roma ficasse sob a influência de uma chuva intensa que já dura dois dias. Esta madrugada, um homem de 55 anos foi encontrado morto em Polistena, em Reggio Calabria. Ele socorria um motorista que tinha ficado preso com seu veículo quando foi atingido pela queda de uma ponte.

EFE |

Com isso, sobe para dois o número de mortos por causa do forte temporal, depois que, nesta quinta-feira, uma mulher foi achada morta em seu carro em um túnel inundado na periferia de Roma.

As autoridades da capital italiana se encontram em estado de alerta perante o aumento do nível do rio, o que poderia alagar a popular ilha Tiberina.

O rio deve alcançar seu ponto máximo em Roma entre as 15h e 17h (de Brasília) desta sexta-feira, informaram hoje fontes da Defesa Civil.

Segundo o órgão, o ritmo do aumento do nível do Tibre diminuiu nas últimas horas em relação às suas previsões e já alcança os 11,82 metros, à altura do popular Castelo de Santo Ângelo, de Roma.

Durante a noite nevou em todo o nordeste e na região da Lombardia, enquanto no centro e sul da Itália houve bastante chuva.

O mau tempo obrigou ao cancelamento, nesta sexta, da greve geral dos públicos convocada em Roma, que se somaria à greve geral que ocorria hoje em toda a Itália.

As autoridades prevêem uma leve melhoria do tempo para amanhã, mas, a partir de domingo, a chegada de uma nova frente fria deve agravar a situação meteorológica no país. EFE mcs/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG