não tem terrorismo , diz Lula - Mundo - iG" /

Rio pode sediar Jogos porque não tem terrorismo , diz Lula

O presidente Luis Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira em uma entrevista à BBC que a violência não deve ser impedimento para o Rio de Janeiro sediar os Jogos Olímpicos de 2016, já que em outros países o terrorismo também não é. Se fossemos olhar a violência, iríamos perguntar por que fazer Olimpíada em um país que tem terrorismo? Num país que tem grupos que praticam atentados todo dia?, argumentou Lula na capital chinesa, Pequim, que recebe a Olimpíada este ano.

BBC Brasil |

"No Brasil não tem terrorismo", afirmou.

Lula disse que a violência urbana no Brasil é resultado de más políticas públicas dos governos dos últimos 50 anos. Mas avaliou que isso está mudando com investimentos em educação, transporte e saúde nas favelas.

"O Brasil está preparado. Fizemos os Jogos Panamericanos e não aconteceu um gesto de violência nos jogos. O Brasil é um país de paz", afirmou.

O presidente brasileiro está na China para fazer campanha pela candidatura do Rio de Janeiro às Olimpíadas de 2016. Após Pequim, a próxima cidade a receber os Jogos é Londres, alvo de um atentado terrorista em 2005 e de outras tentativas frustradas desde então.

Direitos humanos
Lula disse que a candidatura carioca foi o tema central de sua visita à China, que não incluiu, segundo ele, discussões sobre a questão dos direitos humanos no país.

"Eu não vim para a China para discutir direitos humanos. Isso eu discuto numa reunião bilateral com o Hu Jintao, quando tiver uma reunião do governo brasileiro com o governo chinês", afirmou o presidente.

"Eu vim aqui apenas para assistir a abertura das Olimpíadas e fazer contatos políticos para convencer os membros do Comitê (Olímpico) Internacional a escolher o Brasil. Eu não poderia perder essa oportunidade e tive um encontro com o presidente da China, mas não discuti as questões que não fossem pertinentes ao esporte", disse Lula.

O tema faz parte de um encontro que o presidente terá ainda nesta sexta-feira com o Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge.

Lula participa também de uma reunião bilateral com o presidente da Argélia, Abdelaziz Bouteflika.

De lá, segue para o Estádio Nacional, o Ninho de Pássaro, para acompanhar a cerimônia inaugural dos Jogos Olímpicos. À noite, retorna ao Brasil.

Pela manhã, Lula se encontrou com o presidente de Israel, Shimon Peres, na Embaixada brasileira em Pequim e concedeu entrevistas à imprensa internacional.

Na hora do almoço, Lula foi recebido pelo presidente Hu Jintao para uma refeição oficial com todos os chefes de Estado presentes na capital chinesa.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG