O futuro governo americano deve modificar a política do país em relação à América Latina, afirmou nesta terça-feira o governador do Novo México, o hispânico Bill Richardson, visto como forte candidato ao departamento de Estado caso o senador democrata Barack Obama vença as eleições presidenciais de novembro.

"Os Estados Unidos devem renovar e revigorar sua relação com a América Latina", disse Richardson durante uma conferência na sede da Organização dos Estados Americanos (OEA) em Washington.

Richardson, que cresceu no México, declarou há algumas semanas seu apoio a Obama, e apresentou um plano para melhorar as relações entre Estados Unidos e América Latina.

Ele defende o fortalecimento das relações principalmente com Brasil, Argentina e Chile, além de um lugar permanente no Conselho de Segurança da ONU para as nações latino-americanas, "talvez em uma base rotativa".

Richardson também disse que é necessário criar uma nova "aliança para o progresso", ao estilo da lançada pelo presidente John F. Kennedy há mais de quatro décadas, como forma de conseguir uma maior aproximação dos Estados Unidos com seus vizinhos.

O governador disse ainda que o país deve adotar uma nova lei de imigração que solucione a situação dos cerca de 12 milhões de imigrantes ilegais que vivem atualmente no território americano, e que garanta ao mesmo tempo a segurança nas fronteiras.

mr/ap/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.