Richardson desiste da nomeação a secretário de Comércio de Obama

CHICAGO (Reuters) - O governador do Novo México, Bill Richardson, recusou sua nomeação para secretário de Comércio do presidente eleito Barack Obama, disse um assessor de Obama no domingo. Obama disse em um comunicado ter aceitado a desistência de Richardson com profundo pesar.

Reuters |

A NBC reproduziu um comunicado de Richardson em que ele justifica a recusa devido à uma investigação em andamento sobre uma empresa que fez negócios com seu Estado.

O governador disse ao site da NBC não ter cometido irregularidades, mas afirmou que a investigação causaria atrasos no processo de confirmação.

Richardson, 61, foi embaixador norte-americano na ONU e secretário de Energia da administração Clinton. Ele apoiou Obama após desistir de suas próprias ambições à Presidência.

O governador é o primeiro dos escolhidos para o gabinete de Obama a recusar a indicação. Obama tomará posse no dia 20 de janeiro,

"Deixe-me dizer inequivocadamente que eu e minha administração agimos adequadamente em todos os assuntos e que essa investigação vai confirmar esse fato. Mas eu conclui que a investigação em andamento também provocaria um atraso insustentável no processo de confirmação", disse Richardson em um comunicado divulgado pela equipe de transição de Obama.

"É também devido a esse senso de urgência sobre o trabalho do Departamento de Comércio que eu pedi ao presidente eleito para não levar adiante a minha nomeação desta vez. Eu o faço com grande tristeza. Mas uma investigação sobre uma companhia com negócios com o governo do Estado de Novo México promete se estender por várias semanas, talvez, meses", adicionou Richardson em seu comunicado.

(Por Deborah Charles)

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG