Rice se reúne com chanceleres latino-americanos em N.York

Nações Unidas, 27 set (EFE).- A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, se reuniu hoje em Nova York com um grupo de chanceleres latino-americanos para melhorar as relações políticas e não cair nos problemas da Guerra Fria do passado.

EFE |

O chanceler do Uruguai, Gonzalo Fernández, disse à Agência Efe que, além dele, participaram do encontro os representantes do México, Patricia Espinosa; do Peru, José Antonio García Belaúnde; e do Panamá, Samuel Lewis.

Lewis explicou no final do encontro que eles analisaram os avanços significativos nas relações entre Estados Unidos e América Latina, "sobre a base do respeito à diversidade política existente na região".

"Na reunião coincidimos em que estes avanços nas relações se dão com base em princípios compartilhados e nos valores da democracia, no respeito dos direitos humanos e na justiça social", disse Lewis.

Os chancelres dos cinco países também analisaram o conflito político e social vivido na Bolívia, e insistiram sobre a necessidade de fomentar o diálogo entre o Governo e os opositores autonomistas.

A reunião foi realizada um dia após os EUA anunciarem o início do processo para suspender os benefícios tarifários da Bolívia por sua suposta falta de cooperação contra o narcotráfico, o que o Governo de La Paz qualificou como uma "nova agressão" à sua democracia.

Além disso, os chanceleres latino-americanos abordaram com Rice mecanismos para fortalecer a estabilidade democrática na região.

O encontro foi convocado por Rice, no marco da Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas, que esta semana reuniu chefes de Estado e Governo de 192 países.

O México ocupa atualmente a Presidência do Grupo do Rio, enquanto que o Peru é membro da Comunidade Andina (CAN) e o Uruguai do Mercado Comum do Sul (Mercosul).

O Panamá representa atualmente a América Latina e o Caribe no Conselho de Segurança da ONU.

Na véspera, em reunião do Grupo do Rio com Cuba, o chanceler panamenho afirmou que a América Latina está demonstrando "maturidade" em seu diálogo com o Governo da ilha e consolidando a integração regional.

Lewis se mostrou satisfeito pelo organismo, que aglutina 20 países latino-americanos, estar buscando soluções para os problemas comuns.

Também disse que o direito internacional, o multilateralismo, a defesa dos direitos humanos, a paz e a segurança estão cada vez mais vigentes na região. EFE vai/ab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG