Rice se reúne com aliados árabes nos Emirados

A secretária americana de Estado, Condoleezza Rice, reuniu-se nesta segunda-feira, em Abu Dhabi, com os representantes de nove países árabes aliados de Washington, logo após advertir o Irã de que tem duas semanas para responder sobre seu programa nuclear.

AFP |

Além dos ministros de Relações Exteriores e de representantes do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG - Barein, Kuwait, Omã, Qatar, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos), Rice se encontrou com dirigentes egípcios, jordanianos e iraquianos.

As discussões giraram sobre o processo de paz no Oriente Médio, Líbano, Síria, Iraque e Afeganistão.

"É o tipo de encontro com o CCG que sempre tivemos e quando as coisas mudam rapidamente, é importante conversar sobre isto".

Os Estados Unidos querem que seus aliados sunitas do Oriente Médio estendam a mão ao Iraque e reforcem seus laços com o governo de Bagdá, de maioria xiita.

Rice também se reuniu com o xeque Mohamed ben Zayed Al Nahyane, ministro de Relações Exteriores dos Emirados Árabes Unidos, país que foi cumprimentado por Washington por ter restabelecido relações diplomáticas com o Iraque e por ter cancelado sua dívida.

Durante a viagem aos Emirados, Rice advertiu que o Irã tem "duas semanas" para responder seriamente à proposta internacional para deter seu programa nuclear, ou enfrentará "medidas punitivas".

"Se não houver uma resposta séria em duas semanas, sempre teremos a possibilidade de explorar a opção de Nova York", disse Rice sobre o Conselho de Segurança das Nações Unidas e um eventual novo pacote de sanções contra Teerã.

Depois dos Emirados Árabes Unidos, Rice viajará a Cingapura para a reunião do Foro Regional da Associação dos Países do Sudeste Asiático (Asean), em 23 e 24 de julho, antes de seguir para Perth (Austrália), Auckland (Nova Zelândia), Apia (Samoa) e Havaí.

lc/LR/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG