Rice pede que Coréia do Norte abandone todos os seus programas nucleares

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, pediu novamente neste sábado que a Coréia do Norte abandone suas ambições nucleares, dois dias após do regime de Pyongyang entregar um inventário descrevendo suas atividades nesse campo.

AFP |

"Temos que conseguir o abandono completo de todos os programas de armamento e instalações", disse Rice em uma conferência de imprensa em Seul, etapa de seu giro pela Ásia.

O regime comunista de Pyongyang emitiu, na quinta-feira, um inventário de suas atividades atômicas, um elemento-chave do acordo alcançado em 2007 com os cinco países com os quais negocia a seu desnuclearização (Estados Unidos, Coréia do Sul, Japão, China e Rússia).

O documento, de cerca de 60 páginas, entregue com mais de seis meses de atraso, ainda tem de ser verificado e não menciona nem a quantidade de armas nucleares que a Coréia do Norte possui, nem as suas atividades de enriquecimento de urânio.

"Até agora não recebemos as respostas que esperávamos sobre estes dois problemas, mas espero que a Coréia do Norte cumpra com suas obrigações", insistiu Rice.

O chefe da diplomacia americana chegou ao Japão a partir de Seul, onde quinta e sexta-feira participou de uma reunião dos ministros de Relações Estrangeiras do G8.

A comunidade internacional, por sua vez, saudou as medidas da Coréia do Norte.

O presidente americano, George W. Bush, anunciou que irá iniciar um procedimento para a suspensão das sanções impostas a Pyongyang, mas esclareceu que isso depende da continuidade da desnuclearização.

Em um acordo alcançado em fevereiro de 2007 com os cinco países com os quais negocia, a Coréia do Norte comprometeu-se a desativar e desmantelar suas instalações nucleares, recebendo em contrapartida auxílio energético.

lc/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG