Rice pede ação urgente do Paquistão sobre ataques na Índia

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, disse nesta quarta-feira, em visita à Índia, que o Paquistão deve agir com urgência para prender e levar à Justiça os responsáveis pelos ataques realizados em Mumbai na semana passada. Este é um momento em que especialmente o Paquistão deve fazer isso, disse Rice a jornalistas em Nova Déli, depois de uma reunião com o ministro do Exterior indiano, Pranab Mukherjee.

BBC Brasil |

"O Paquistão precisa agir decididamente e com urgência, cooperar totalmente e de forma transparente. A mensagem foi entregue e será entregue ao Paquistão, mas este é um momento de cooperação entre todos os povos que sofrem estes ataques terroristas", afirmou.

Rice está visitando Nova Déli nesta quarta-feira e espera diminuir a tensão entre Índia e Paquistão, que aumentou desde os ataques simultâneos realizados contra a capital financeira da Índia na semana passada, que deixaram 188 mortos, entre eles 22 estrangeiros, e mais de 200 feridos.

Nos últimos dias, autoridades indianas têm afirmado repetidas vezes que há provas de que os militantes por trás dos ataques tinham ligações com o Paquistão. O governo de Islamabad nega qualquer envolvimento nos ataques.

Visita ao Paquistão
Ainda não foram anunciados planos para uma visita de Rice ao Paquistão e ainda não se sabe se a secretária de Estado americana irá a Mumbai.

Mas o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas dos Estados Unidos, o almirante Michael Mullen, chegou a Islamabad para uma reunião com o governo e militares do Paquistão.

Os partidos políticos do Paquistão se uniram para assinar uma resolução afirmando que o país também sente o pesar dos indianos depois dos ataques em Mumbai e abomina a violência contra inocentes.

Mas os partidos também afirmaram que são contra o que eles afirmam ser "acusações não comprovadas feitas às pressas contra o Paquistão".

O ministro do Exterior indiano afirmou que a Índia não está analisando uma resposta militar mas, se o Paquistão não tomar providências, o processo de paz bilateral será comprometido.

Ameaça e manifestação
Nesta quarta-feira um esquadrão anti-bombas da Índia confirmou que encontrou explosivos escondidos em uma bolsa na principal estação de trens de Mumbai.

O esquadrão desativou duas bombas de quatro quilos. Dispositivos semelhantes tinham sido colocados em vários locais de Mumbai durante os ataques na semana passada.

Ainda não se sabe quando estas bombas foram colocadas na estação ferroviária.

Segundo correspondentes na Índia, se os explosivos foram colocados na semana passada ainda durante os ataques, será motivo para mais constrangimento para as autoridades indianas, que já foram criticadas pela reação aos ataques contra os hotéis de Mumbai.

Nesta quarta-feira milhares de pessoas participaram de um comício em Mumbai, com muitos protestando contra o governo indiano.

Leia mais sobre Mumbai

    Leia tudo sobre: mumbai

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG