A secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, pediu nesta quarta-feira à América Latina que mantenha o impulso do livre comércio como instrumento de justiça social, em uma reunião ministerial da qual participou, no Panamá, ao lado de representantes de cerca de 15 países da região.

"Neste período de incerteza, de grande preocupação, devemos manter nosso compromisso com os princípios que nos permitem reduzir a pobreza e expandir a justiça social", declarou Rice.

"Os mercados não são perfeitos, mas motores de oportunidade para obter justiça social", enfatizou Rice.

"O livre comércio e os mercados abertos continuam sendo as formas mais seguras de crescimento econômico', acrescentou.

Os ministros das Relações Exteriores e Comércio de Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Peru e República Dominicana se reuniram no Panamá para discutir o tema "Caminhos para a Prosperidade".

Nicarágua, Brasil e Uruguai assistiram à reunião como observadores.

"Caminhos para a Prosperidade" foi a última iniciativa para a região programada pelo presidente George W. Bush, em setembro passado.

jz/lm/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.