Rice e Livni assinam acordo sobre contrabando de armas em Gaza

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, e a ministra israelense das Relações Exteriores, Tzipi Livni, assinaram nesta sexta-feira um acordo bilateral que determina como prioridade o combate ao contrabando de armas para a Faixa de Gaza, como parte dos esforços para conseguir um cessar-fogo.

AFP |

O memorando do acordo "estipula os passos que serão dados por Estados Unidos e Israel para deter o fluxo de armas e explosivos para Gaza", explicou Rice.

"O memorando que assinamos hoje é (...) um componente vital para o fim das hostilidades", acrescentou Livni.

Embora não tenha detalhado o conteúdo do documento, a chanceler israelense indicou que o texto não mencionava a Otan e falava principalmente do Irã.

Rice, que culpou o Hamas e seus ataques contra o sul de Israel pela ofensiva na Faixa de Gaza, disse que o memorando de entendimento deve garantir que "Gaza não volte a ser usada como trampolim" para o lançamento de foguetes.

"É um memorando de entendimento bilateral com Israel, mas, segundo entendi, a chanceler Livni manterá esforços semelhantes com nossos colegas europeus", entre eles França, Grã-Bretanha e Alemanha, destacou a secretária americana.

Rice, no entanto, foi prudente ao comentar a possibilidade de um cessar-fogo antes da posse de Barack Obama, no dia 20 de janeiro.

"A agenda americana não é importante", explicou Rice. "Há muito trabalho pela frente, mas desde já espero que possamos levar isto adiante até uma conclusão ou um cessar-fogo, muito em breve".

O líder do Hamas no exílio, Khaled Meshaal, disse em uma cúpula árabe em Doha que não aceitaria nenhum cessar-fogo que não incluísse a retirada completa de Israel e a abertura das fronteiras da Faixa de Gaza, incluindo a passagem de Rafah, que liga o território palestino ao Egito.

lc/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG