Rice chega à Geórgia para consultas com presidente georgiano

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, chegou hoje a Tbilisi para realizar consultas com o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili.

Redação com agências internacionais |

Um pouco antes de aterrisar na capital georgiana, Rice afirmou que o acordo de cessar-fogo no conflito entre a Rússia e a Geórgia precisa esclarecimentos para "proteger os interesses georgianos".

"Deve um ser um acordo de cessar-fogo formal", explicou aos jornalistas que viajavam com ela para a capital da Geórgia.

"Mas para chegar a esse extremo, alguns pontos do texto necessitam de esclarecimentos importantes para assegurar que os interesses georgianos estão protegidos", acrescentou.


Rice encontra o presidente georgiano Mikhail Saakashvili / Reuters

"Porque os Estados Unidos jamais pedirão à Geórgia que assine algo se seus interesses não estiverem protegidos", enfatizou.

Rice se reuniu ontem com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, e com o ministro de Exteriores do país, Bernard Kouchner, para saber da mediação do chefe de Estado no conflito entre a Rússia e a Geórgia e reiterar seu apoio.

Paris e Washington têm apelado a Moscou e Tbilisi para que assinem, "sem demora", um acordo de cessar-fogo.

Rice partiu de Paris na manhã desta sexta-feira para Tbilisi, onde vai afirmar o apoio dos Estados Unidos à Geórgia no conflito com a Rússia.

Geórgia e Rússia concordam com o plano, mas Saakachvili se recusa a assinar o acordo, exigindo detalhes.

Desembarque

A chegada da chefe da diplomacia americana à capital georgiana foi mostrada ao vivo pela televisão do país.

Rice foi recebida ao descer do avião pela ministra de Assuntos Exteriores da Geórgia, Eka Tkeshelashvili.

A primeira atividade de Rice na capital georgiana será se reunir com os funcionários americanos responsáveis pela distribuição da ajuda humanitária que os Estados Unidos começaram a enviar à Geórgia na quarta-feira passada.

Depois da visita ao presidente, a secretária de Estado visitará feridos em um hospital de Tbilisi, e deixará hoje mesmo a capital georgiana para retornar aos EUA.

Leia também:

Opinião:

Leia mais sobre: Geórgia Rússia

(*Com informações da AFP e EFE)




    Leia tudo sobre: georgiageórgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG